1º ano Colégio São José – CONFHIC 2015 – Textos de aluno(a)s sobre O Sistema Eleitoral brasileiro, política e assuntos afins.

Um dos temas de estudo este ano diz respeito ao estudo da Constituição de 1988, especialmente no que se refere ao Sistema Eleitoral, aos Direitos Políticos e temas afins.

No último dia 10 de abril, realizamos a avaliação abaixo:

avaliaçãodehistória10deabril

Selecionei alguns textos, de diversas turmas, os quais compartilho com você.

obs. à medida que o(a)s aluno(a)s forem enviando, publicarei todos. Eis os primeiros.

_________________________________________________________________________________________________

Texto 01: Mirella Rocha – 1° C  

 Impeachment

O processo necessário para que ocorra o impeachment não se dá apenas por intervenção popular. Esta, apesar de pressionar para que o processo se conclua e o governante (seja presidente, governador ou prefeito) que não cumpriu a sua palavra ou gravemente prejudicou o país, seja retirado do cargo antes do fim do mandato (quatro anos), apenas provoca impacto, mas não tem poder para retirar ninguém do cargo. Isso é uma decisão que pode levar meses, pois é necessário ter provas suficientes para que se acuse o governo, e precisa-se investigar muito, até chegar a uma conclusão. Isso quem decide é o Congresso.

O governante que sofrer o impeachment não pode candidatar-se a cargos eletivos pelos oito anos seguintes ao seu governo, e perde todos os direitos políticos, como exemplo, o caso do Presidente Fernando Collor. Porém, esse renunciou antes que ocorresse o processo, na intenção de engavetá-lo e preservar seus direitos políticos, mas não deu certo, ele foi acusado, assumindo assim o governo, o vice-presidente.

Atualmente, há o caso da “Presidenta” Dilma Roussef, porém ainda não há nada de concreto o suficiente para acusá-la, por enquanto são apenas especulações e pressão popular, mas ainda há muito o que investigar até que se finalize o processo.

________________________________________________________________________________________________

Texto 02:  Maria Vitória – 1º C

Ao contrário do que impõe a Justiça Eleitoral, o voto para definir o futuro do nosso país encontra-se cada vez mais “sujo”.

Dentre as proibições em dias eleitorais, como a venda de bebidas alcoólicas, uso de qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto e qualquer contribuição de um candidato a uma instituição de caridade, encontra-se a compra de voto e a boca de urna.

O candidato, acompanhado do partido que faz parte, recorre, normalmente, à população mais carente, cuja procura por dinheiro é sempre bem grande. Desta forma, através de discursos ilusórios e inverossímeis, consegue persuadir o eleitor com facilidade, mesmo tratando-se de um ato criminoso.

O cidadão, que acredita no recebimento de uma recompensa é “jogado fora” junto com os santinhos deixados nas ruas, usufruídos para alcançar aquilo que se almeja e, em seguida, deixado de lado. Recebe uma pequena quantia em dinheiro e acredita estar em vantagem.

_________________________________________________________________________________________________

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s