Escrito dia 14 de março 2015 – “O Ministério da Saúde adverte: o texto abaixo é prejudicial àqueles que só conseguem ler até 140 caracteres.

Seria EU um GOLPISTA COXINHA?!

Sou CIDADÃO, não tenho “varanda gourmet” (mas se tivesse, seria resultado do mais honesto suor de muitas aulas dadas e tê-la não constitui crime, tampouco sinal de ser da ELITE).

Sou TRABALHADOR, não sou burguês, sou PAI DE FAMÍLIA (4 vidas lindas), não tenho bancos privados, sou HONESTO, não tenho cargo de confiança no Governo (nunca tive), FUI SINDICALISTA (com muito orgulho e independência, inclusive política), não tenho rabo preso com o PT, nem com qualquer outro partido político.

JÁ FUI SERVIDOR PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA (aprovado em concurso, não via cabide de emprego), JÁ FUI PETISTA até LULLA assumir e, durante o seu 1º ano de mandato, passei a me considerar um EX-petista; o partido deixou de representar as ideias e os princípios nos quais eu continuo acreditando. Não fui eu que sai da esquerda, foi o ParTido que saiu de mim.

Tenho muito (a)s amigo (a)s, colegas, conhecido (a)s que integram o PT e/ou o defendem (e por mais que pensem o contrário, respeito todo (a)s).

Sou COXINHA para muitos (vide eleições de 2014).

Sou PROFESSOR, porque optei, porque gosto e porque é a profissão que constitui a minha identidade.

“Curriculum” apresentado, por não aguentar ler tantos posts nas redes sociais sobre “IR OU NÃO ÀS RUAS no 15 DE MARÇO?”, “pedir o IMPEACHMENT de DiLLma é ser GOLPISTA”, “panelaço das VARANDAS GOURMETS” e tantos outros, sem me manifestar, resolvi “dedilhar” o teclado.

Para começar, os referidos posts multicoloridos (do AZUL ao VERMELHO, passando até pelo VERDE OLIVA, sim, manifestações militares também acontecem), retratando variadas tendências políticas, partidárias ou não, são MANIFESTAÇÕES LEGÍTIMAS que só a DEMOCRACIA permite.

E, democraticamente, já me manifestei aqui mesmo nesta rede social, afirmando: é bom que se diga para os incautos e, também, para os oportunistas do governo DiLLma, que SER A FAVOR DO IMPEACHMENT DE DILLMA NÃO IMPLICA SER A FAVOR DA DITADURA. Essa jogada não cola, “corações valentes”! DEMOCRACIA SEMPRE, até mesmo com um governo que encobre sujeiras, compactua com atos de corrupção, manipula números, informações, mente em campanha eleitoral de forma descarada, um governo que ACABA COM A EX-MAIOR EMPRESA PÚBLICA DO PAÍS – a PETROBRAS – e, depois, banca o defensor da estatal, um governo que tem tesoureiro do ParTido envolvido em caixas 2, 3, 13 e afins. E que tem ex-governador da Bahia (e ex-1ª dama pluft) tentando botar panos quentes na divulgação da lista dos “sócios” do LAVA-JATO alegando que a divulgação vai criar instabilidade para o país.

E já que VIVA A DEMOCRACIA, FORA DILLMA!

À tropa de choque do ParTido, um lembrete, COLLOR também foi eleito democraticamente, em seu governo também foram praticados muitos atos no melhor estilo DILLMA ‘YOUSSEFF’.

COLLOR também mentiu, disse NÃO SABER DE NADA, portanto, visitem a história recente antes de começar a arrotar os “inéditos” argumentos que só fazem cansar. E rir.

GOLPE?! Estariam os defensores do Governo DiLLma se referindo à reunião entre o ilustre Ministro Dias Toffoli (ex- ADVOGADO DO PT) e a PresidentE para receber o manual (ou devo dizer, a receita da PIZZA ?!) de instruções a ser seguido por ele ao presidir o julgamento da OPERAÇÃO LAVA JATO?

IMPEACHMENT é GOLPE?! Só hoje ou na época de COLLOR também?! Cuidado, muito cuidado, a HISTÓRIA está ai para desmascarar essa farsa! Vamos lá? Na época do IMPEACHMENT de COLLOR, o PT “correu da briga” quando deu ordem à bancada do partido (seus deputados) para se retirar do plenário antes de a votação histórica e decisiva se iniciar. Ou seja, o PT se omitiu em um momento crucial da história recente deste país. Vai ver que era uma visão futurista, profetizando a aliança LULLA + DILLMA + COLLOR realizada nas recentes eleições brasileiras (2014), quando a presidentE afirmou publicamente que COLLOR era o candidato ao Senado, por Alagoas, que tinha o seu apoio e o do PT.

GOLPE?! Estariam os defensores do Governo DiLLma se referindo ao DECRETO de DiLLma, através do qual o STF decidiu EXTINGUIR A PENA DE GENOÍNO, condenado no PROCESSO DO MENSALÃO?

IMPEACHMENT é GOLPE?! Só hoje ou na época de FHC também?! Na Era FHC, o PT e seus fiéis seguidores (á época EU ERA UM DELES) gritavam FORA FHC a cada escândalo denunciado durante o governo do ex-presidente. E foram incontáveis escândalos. FHC VENDEU O PAÍS e privatizou quase tudo, vide a PRIVATARIA TUCANA, houve dezenas de escândalos, dignos de processo de impeachment. Se não abriram o processo para tal, o PT e seus aliados à época PERDERAM O BONDE DA HISTÓRIA. Será que já era outra visão futurista, prognosticando o que aconteceria em um eventual governo petista?!

Nosso país já sofreu DUAS DITADURAS, uma civil, com Getúlio Vargas (1937 a 1945), outra militar, com os 21 ANOS de CHUMBO (sob o comando dos Generais do Exército, Castelo Branco, Costa e Silva, Médici, Geisel e Figueiredo, entre 1964 e 1985). Quem sofreu na pele e/ou estudou sobre o período sabe muito bem que jamais merecemos algo semelhante, sob qualquer argumento. AZUIS, VERMELHOS, amarelos, pretos, multicoloridamente devemos combater sempre e em toda parte a DITADURA. É verdade que há em nosso país muitos setores da sociedade que defendem tal regime político, da mesma forma como ocorreu nos anos que antecederam ao GOLPE CIVIL-MILITAR DE 1964. Também é verdade que amanhã, certamente, os que assim pensam poderão ir às ruas com esse grito. A democracia permite até isso. Combater a DITADURA é responsabilidade de quem acredita na DEMOCRACIA, como princípio, meio e fim para as mudanças acontecerem. As ruas refletem as lutas de classes que caracterizam o dia a dia em nosso país. Não vivemos no paraíso, tampouco somos todos irmãos, mas, burgueses, trabalhadores e suas respectivas frações de classes, como bem ensina Marx. Nesse sentido, a rua é de todos.

Se não há evidências plausíveis do envolvimento de DiLLma nos incontáveis escândalos que envolvem o seu governo, pois bem, não é preciso ter medo do lobo mau, afinal, o processo de impeachment obedece a questões legais bem consolidadas em nossa Constituição Federal. Mas, o que a tropa petista-governista não pode esquecer é que:

– assim como em 1992 (caso COLLOR) as primeiras denúncias surgiram, o processo de abertura das investigações foi impetrado, futucou-se muito e a PRESSÃO DAS RUAS teve seu lugar na história. Dizer que o povo só foi às ruas por manipulação da TV GLOBO é tão ingênuo que soa até ridículo. O ‘fim’ dessa narrativa é por demais conhecido;

– a ARGUMENTAÇÃO MANIQUEÍSTA de querer dividir os debates entre o BEM e o MAL ou, em uma versão mais baiana, a tese do TUDO NOSSO, NADA DELES, é, além de grotesca, superficial, enganadora, manipuladora e denuncia bem a prática do PT (e seus aliados governistas) para inverter os fatos e se colocar na posição de VÍTIMA, quando, na verdade, é ALGOZ.

Vamos às ruas GRITAR, sim, seja do asfalto, das varandas gourmets, do chão das fábricas, das lanchas, das favelas, afinal, se o governo DiLLma é de todos, que mal há em todos irem às ruas?!

Nunca na história desse país se ensinou que É TUDO NOSSO, TUDO DELES.

Um abraço do coxinha que só defende a DEMOCRACIA!”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s