Quem são vocês?

3

       É incrível como os políticos se sentem poderosos, afinal, quem são eles? Que eles criam leis, ordenam nosso país

e fazem tudo funcionar (ou não) todo mundo já sabe. Mas, eu me sinto mais poderosa do que qualquer um deles.

 Semana passada, enquanto pesquisava uns arquivos na internet, fui atropelada por palavras de um dos candidatos à

 presidência do nosso país que dizia: “Nem Jesus impede que eu ganhe essa eleição”. Após ler essa pequena

frase, passei horas pensando o quanto as pessoas se iludem no fator: PODER. Sabe qual foi a minha conclusão? O

poder está na mente.

    Espero que a maioria faça a escolha certa, afinal o país está na nossa mão e o poder na nossa mente.

obs. por mais nova que eu seja, estou realmente preocupada com o assunto!

                                                                  Camila Rocha, 8th grade B, Escola Panamericana da Bahia.

Anúncios

Uma amiga minha “matou” um jacaré para fisgar um boyfriend.-parte I

3

   Luz na passarela que lá vem ela!!

   Após muitos anos no “exílio”, quase um cárcere privado, ela vem toda rebolante, cheia de si e avisando com sua pisada firme de mulher que sabe o que quer, “cheguei para ficar”.

  Estrela solitária deixou de brilhar nos céus do Egito e agora a fênix realmente ressurge toda faceira, recuperando o tempo investido, agora, luzes do passado não brilham jamais. E bola pra frente! Enquanto ele coloca o time pra suar, correr, a jacaré-killer voa baixo, reconhecendo o terreno e fincando sua cerca, step by step. Moça danadaaaa.

  “Quem não tem competência não se estabelece”!, diz a sabedoria popular. Ela se estabeleceu, reconheceu firma, assinou contrato e agora… ninguém tasca que eu vi primeiro.

  E o jacaré?! Onde ele entra nessa história?! Hummm…hoje ela deu o primeiro “tiro”, assim, o “crime” será premeditado, mas ainda não aconteceu.

  Cenas dos próximos capítulos…assim são os folhetins.

O Farol da Barra é TIQUIM!

0

  Ela chegou devagar, um verdadeiro furacão tomava o largo do Farol

Vi, contei os passos, planejei a travessia

Descí a ladeira efuiiiiiiiiiiiii.

Foram 3 estágios: primeiro, o telefonema; “alô, sou eu, estou em ssa, com mainha..rsrsr

Segundo estágio: emotion saltitando em um plano nada virtual enquanto eu descia a ladeira..neste dia, parecia mais longa do que o normal

Terceiro, ELA e mainha!!!!

Quem disser que o Farol serve pra iluminar..ahhhhhhhhhh, quanta ilusão!!!! Ele foi iluminado, isto sim! Uma amiga com um brilho especial e sua mainha tão alegre.

A rede mundial deu o pontapé inicial, lembrando Gil, em parabolicamará…Amizade boa e ela dá o tom.

Aju é a terra da amiga que, enamorada com uma história antiga, faz seu coração feliz. E isso me garante a amizade. segura, bem segura.

Não é à toa que estou correndo e ao cruzar o largo, o Farol me dá as costas como quem diz , “sem ela, eu não ilumino”…

Tiquim é a cor da amizade!!!

Dá para ser romântico quando só se tem 10 minutos?

0

      Ospycio, room Tonha de França: a Princesa do Egito à frente e eu digo: está chegando nova mensagem pra você. E ela: de quem? Minha mesmo, falei.

     Com a perspicácia que lhe é peculiar, “ordenou” que eu enviasse uma mensagem “romântica”.

    Zorra!!! Eu só tinha 10 minutos.

   Dá pra ser romântico em 10 minutos?

Poucas vezes me emocionei tanto com um texto. Daí, compartilhá-lo com vc, mera obrigação.

0

Bom Dia alunos, professores, pais, e todos aqui presentes,

Estamos hoje aqui unidos para celebrar a independência do Brasil. Desde pequena, me ensinaram que foi no dia 7 de setembro de 1822 que Dom Pedro I, às margens do rio Ipiranga clamou o hino de liberdade e assim tornou nosso país independente. Mais tarde fui aprender que a independência não foi nada além de uma declaração, pois o Brasil continuava sem voz e submisso ao poder de países externos. Mais recentemente, li que somente nestes últimos anos o Brasil se tornou economicamente independente. Aí me pergunto, que dia foi de fato a independência do Brasil?

Conclui que o dia da independência é hoje, e qualquer dia que estivermos juntos celebrando e honrando nosso país. Descobri, que o dia da independência é também o dia que um pai de família do interior vê seu filho alfabetizado, e é o dia que uma criança que já foi analfabeta se torna Presidente da República. O dia da independência é o dia em que o Brasil é reconhecido como uma potência econômica no exterior, é o dia em que nossos filmes são assistidos e premiados lá fora, é o dia em que nossos atletas conquistam medalhas nas Olimpíadas, é o dia em que ganhamos a Copa do Mundo. O dia da independência é o dia em que acabamos com a ditadura e o dia em que as mulheres foram às urnas votar. O dia da independência é quando o desemprego cai e as oportunidades aumentam. É o dia em que vemos um menino de rua se tornar um advogado e é o dia em que este advogado ganha uma causa na justiça. É o dia em que alunos brancos e negros compartilham a mesma sala de aula. O dia da independência é o dia em que ouvimos nosso hino e lágrimas caem no rosto e é o dia em que olhamos para uma criança com a certeza que ela viverá num Brasil melhor do que o nosso.

O Brasil não se tornou independente em um dia. O Brasil se torna independente a cada dia.

São todos esses dias que contribuem para estarmos celebrando hoje a nossa nação. São os dias de cada ano simbolizados em um só dia, 7 de setembro. E a força que nos une, esta a chamamos de pátria. Que não é nada  mais, nada menos que orgulho de ser brasileiro.

É claro, não vou ser tão ingênua de dizer que vivemos no melhor de todos os países, na utopia social, nem nas sete maravilhas. Mas é justamente por vivemos em um país imperfeito, que devemos celebrar os dias em que ele, mesmo por alguns minutos, é perfeito. Pois, a beleza e grandeza de uma nação não estão em si só, mas nos corações daqueles que nela vivem.

Eu poderia, sim, aqui, criticar o Brasil de diversas formas e isso seria fácil, pois há muito que melhorar neste país que ainda tem um grande caminho pela frente.  Mas o difícil é enxergar que dentro de tantas falhas, o Brasil é grande. E é esta a visão que nós jovens devemos ter, não que tudo esteja perdido, mas que há muito para ser achado.

Espero hoje, que tenhamos sempre mais e mais dias de independência. Mais dias de Brasil. Porque afinal, a independência não está no livro de história, nem foi um grito proclamado no passado. Mas, é a renovação permanente de uma nação que se renova a cada dia diante de raios fúlgidos com os braços fortes e os brados retumbantes do brasileiro.

Feliz dia de Independência!!,

Obrigada.

( Natália Coelho, aluna da 12ª série A na Escola Pan Americana da Bahia)

*Discurso proferido brilhantemente por ocasião da celebração do 7 de setembro, dia 03 de setembro de 2010.

“Por que os senhores estão rindo?”

0

    Há poucos dias, o jornal A TARDE (o maior do norte-nordeste), publicou um texto na Coluna do Leitor, ou algo assim, cujo autor, com muita propriedade questionava aos “senhores candidatos” o motivo de  eles estarem sempre rindo nas peças publicitárias que enfeiam, sujam, poluem a nossa linda Salvador. Ou como diria Jorge Amado, a bela e velha “cidade da Bahia”.

   A partir desta pergunta, todas as manhãs quando estou indo para o belo ospyciu onde trabalho, comecei a dividir meu olhar entre os alegres papos com Seo Valdimiiiiir (The van driver), a contemplação do mar, desde o Porto da Barra (ainda vou envelhecer morando lá) até Patamares e, claro, o “desfile” de pernas torneadas running que alegram os olhos de manhã cedo e….a profusão de PLACAS, BANNERS, SANTINHOS (paulinhocouto.blogspot.com está certo quando diz, “que nome é esse?!”), TRABALHADORES E DORAS SEGURANDO BALÕES, BANDEIRAS, FAIXAS etc, etc .

   E não é que o Leitor de A TARDE está certo em seu questionamento!? Meu velhoooo, até agora só vi uma candidata séria, só uma! E esta não é séria só no semblante. O que sobra é isso mesmo, tá todo mundo feliz da vida. Risos pra todo gosto, uns enigmáticos, alguns nota dez em matéria de photoshop, outros escancaradamente como se estivessem dizendo “tô rindo de você!!!”. Sem contar os nomes que, anotados, renderiam bons risos.

    Pronto! Eis a saída: vamos votar nos  candidatos sérios e depois vejamos quem ri por último.

   “Triste Bahia, ó quão dessemelhante…”

Sim…e a culpa agora é de Tiririca?!!!!!

0

     Voto de protesto(?), oportunismo, palhaçada!!!! Pode até ser, mas, quem produz um Tiririca também vota em Dilma. O eleitor é o mesmo, questão de opção política. Cada um pensa com o órgão que melhor lhe apetece: uns com o cérebro, outros com o estômago, e outros ainda …com o cartão do Bolsa Família!!!!

Chame o síndicoooooooooooooooooooooo!!!!